domingo, 6 de maio de 2012

O Ateliê Multicultural Elioenai Gomes celebra no sábado (12/05), o aniversário de um ano do projeto Casa de Bamba. O samba que tem São Jorge como patrono é realizado quinzenalmente nas tarde de sábado no Centro Histórico de João Pessoa e integra moradores, músicos e amantes do samba de raiz.

Ao longo de um ano, o Casa de Bamba trouxe mais de trinta atrações, entre bandas e artistas solo representantes do samba paraibano, além de proporcionar o intercambio cultural entre Paraíba e Pernambuco, estreitando os laços e integrando os artistas de ambos os estados.

Nesta edição de aniversário, realizada na véspera do dia das mães, o Casa de Bamba tem a honra de convidar a sambista pernambucana Karynna Spinelli, que está em turnê nacional de apresentação do seu primeiro trabalho solo, intitulado Morro de Samba. Se apresenta também o Clube do Samba de Mesa, que fará o show de abertura. Os ingressos podem ser adquiridos na portaria do Ateliê Multicultural. Mais informações pelos telefones 8730-9629 e 88030786. O Cd Morro de Samba é banhado por arranjos percussivos que contracenam com a presença marcante de violas e violões somados aos Ilús, Djembês, Agogôs e Congas, fazendo de sua audição um passeio a nossa cultura afro, misturando rítmos encantados em composições próprias, de sambistas do eixo Rio-Recife-SP (Noel Rosa, Rafa Barreto,Jorge Simas, Selma do Samba, Paulo Perdigão e Rui Ribeiro) e dos artistas pernambucanos Zeh Rocha, Yuri Queiroga e Rivaldo Pessoa .

Sobre a cantora Karynna Spinelli, cantora, compositora, mãe, filha, mulher e pernambucana é fruto da noite, da boemia, cresceu e viveu no meio de grandes violonistas como Canhoto da Paraíba, Henrique Annes e Nuca, sentindo e vivendo ainda menina a certeza do canto e do encanto que a boa música trazia. Começou sua carreira em 2004, após seu contato com a música de terreiro e de rodas no Morro da Conceição, com o Grupo Afro Raízes de Quilombo, vem se dedicando com afinco ao samba de raiz e a todos os rítmos que permeiam esses ares . Integrou o grupo de samba Na Calçada cantando, compondo e tocando percussão.

Nos últimos quatro anos, buscando as tendências do samba Afro e a valorização dos batuques do candomblé, fez temporadas por diversas casas norturnas do Recife e passou a tocar fixo na Toca da Joana, em Casa Amarela durante 3 anos pra casa cheia e um público fiel que acompanha a cantora por onde ela passa. Fundadora e Presidenta do Clube do Samba de Recife consegue reunir mensalmente sambistas e artistas da cidade unidos pela música e pela comunidade do Morro da Conceição.

Serviço
O que? Casa de Bamba
Onde? Ateliê Multicultural Elioenai Gomes
Quando? 12/05 (véspera de dia das mães)
Que horas? 17h
Quanto? R$12

0 comentários:

Postar um comentário