quinta-feira, 15 de março de 2012


A cerimônia de inauguração do novo CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES - CCTA, recentemente criado na UFPB, será realizada nesta segunda-feira, dia 19 de março de 2012, às 19h, no Auditório da Reitoria. A cerimônia, presidida pelo Reitor da Universidade Federal da Paraíba, Prof. Rômulo Polari, incluirá a Aula Inaugural que será proferida pelo multiartista BRAULIO TAVARES. Haverá também as apresentações musicais do Grupo de Metais do Departamento de Música da UFPB, sob a regência de Carlos Anísio, do Coro Sonantis (COMPOMUS-UFPB), sob regência de Eli-Eri Moura, além do Trio de Percussão da Banda Sinfônica José Siqueira.
Segundo o Diretor do CCTA, professor David Fernandes, o novo Centro é "composto de 5 departamentos (Artes Cênicas, Artes visuais, Comunicação e Turismo, Educação Musical e Música), todos com origem no CCHLA". O Diretor esclarece que neles estão sendo ministrados os cursos de "Artes Visuais, Teatro, Jornalismo, Relações Públicas, Rádio e TV, Cinema, Turismo, Educação Musical, Música, Música Popular, Regência de Bandas e Fanfarras. Já o curso de Dança, está em fase de criação. Na pós-graduação temos o Mestrado em Música e o Mestrado em Artes Visuais, e em fase de implantação o Mestrado em Artes do Espetáculo e o Mestrado em Jornalismo – Profissional."



BRAULIO TAVARES
 
Nasceu em Campina Grande (Paraíba), em 1950. Reside no Rio de Janeiro desde 1982. Como escritor, tem mais de quinze livros publicados, incluindo romance, conto, ensaio, poesia e literatura de cordel.  Títulos mais recentes: Freud e o Estranho: contos fantásticos do inconsciente (antologia, Casa da Palavra, Rio de Janeiro, 2007), ABC de Ariano Suassuna (perfil biográfico, José Olympio, Rio, 2007) e A Pulp Fiction de Guimarães Rosa (ensaio, Marca de Fantasia, João Pessoa, 2008). Como compositor, tem mais de 60 músicas gravadas por artistas da MPB, como Lenine, Antonio Nóbrega, Maria Rita, Ney Matogrosso, Dionne Warwick, entre outros.. Escreve roteiros para cinema e televisão.  Seu trabalho mais recente foram a adaptação do Romance da Pedra do Reino, de Ariano Suassuna, minissérie exibida em 2007 pela TV Globo, e o filme Besouro, dirigido por João Daniel Tikhomiroff (2010).

0 comentários:

Postar um comentário